Bootstrap - O que é, como e quando usar?

Bootstrap - O que é, como e quando usar?
Desenvolvimento

29/11/2021

Bootstrap: O que é?

Bootstrap é um framework front-end que fornece estruturas de CSS para a criação de sites e aplicações responsivas de forma rápida e simples. Além disso, pode lidar com sites de desktop e páginas de dispositivos móveis da mesma forma.

Originalmente, o Bootstrap foi desenvolvido para o Twitter por um grupo de desenvolvedores liderados por Mark Otto e Jacob Thornton Logo e se tornou uma das estruturas de front-end e projetos de código aberto mais populares do mundo.

Antes de ser uma estrutura de código-fonte aberto, o Bootstrap era conhecido como Twitter Blueprint. Após alguns meses de desenvolvimento, o Twitter realizou sua primeira Hack Week: o projeto ganhou uma grande popularidade quando desenvolvedores de todos os níveis de habilidade usaram o framework sem qualquer orientação externa. Após o evento, ele serviu como guia de estilo para o desenvolvimento de ferramentas internas na empresa por mais de um ano antes de seu lançamento se tornar público.

Como usar o Bootstrap?

É bem simples: faça o download do Bootstrap no site oficial da ferramenta. Adicione os arquivos “bootstrap.min.css” e “bootstrap.min.js” nas pastas correspondentes a eles dentro do seu site. Depois, é só chamar o CSS e o JS dentro da tag <head> do HTML. É importante lembrar que o Bootstrap acessa a biblioteca jQuery para ativar o comportamento de seus plugins. Portanto, lembre-se de inseri-lo em sua página para que tudo funcione perfeitamente.

Para facilitar o seu entendimento sobre o Bootstrap, há no site uma área onde você consegue ver exemplos dos recursos disponíveis para você customizar o seu site. Para isto, basta acessar a Coleção de Exemplos. Lá, você encontra modelos de temas, layouts de tabelas, barras de navegação, etc.

Além disto, existe também uma sessão onde você pode ver alguns belos, criativos e funcionais projetos já realizados com o Bootstrap. Entre em Explorar Expo e inspire-se. Agora é só mergulhar nas infinitas opções que o Bootstrap oferece e deixar sua criatividade fluir, criando projetos com muito mais praticidade e em muito menos tempo.

 

10 razões para usar o Bootstrap

Como todo framework ou plataforma de desenvolvimento, há vantagens e desvantagens, apesar que estas costumam ser menos importantes e em menor número. O objetivo não é convencê-lo de que é a melhor opção disponível, embora o nível de adoção nos faz acreditar que se não é, está entre as melhores alternativas

 

Velocidade de desenvolvimento

Prazos sempre são um aspecto importante, tanto para o cliente, como para o desenvolvedor, especialmente se este é um web designer freelancer.

O Bootstrap oferece muitos trechos de CSS e JavaScript reutilizáveis, evitando que se tenha que programar do zero –  consumindo muito tempo – e que podem servir para muitas situações comuns na maior parte dos sites, requerendo apenas a utilização do HTML para integrá-los.

 

Compatibilidade

Esta característica é consequência do próprio surgimento do framework, visto que seus criadores queriam resolver os dilemas entre desenvolvimento e design, bem como padronizar e unificar o que se entrega ao usuário final, independente da plataforma e navegador que ele utilize.

Na atual versão do Bootstrap, os mesmos resultados podem ser obtidos nos mais diversos e populares navegadores (Google Chrome, Firefox, Internet Explorer, Opera, Safari, etc).

 

Responsividade

O crescimento dos acessos por dispositivos móveis, fez aumentar a importância do design responsivo, que dá a capacidade de um site poder ser bem visualizado em diferentes resoluções.

Mais do que isso, ele é prioritariamente orientado ao mobile, que significa que o desenvolvimento parte de um dispositivo móvel e a partir daí é adicionado um comportamento responsivo para dispositivos com resoluções e dimensões maiores, fazendo com que o resultado visual para telas menores, seja mais adequado do que o processo inverso.

O Bootstrap utiliza um poderoso sistema grid de 12 colunas!

 

Open Source

Além de Open Source, é gratuito! E como costuma ser em soluções deste tipo, há uma grande comunidade em torno dele, compartilhando conhecimento e soluções.

O licenciamento usado é MIT e está disponível para download em GetBootstrap. Com isso, os desenvolvedores podem assegurar aos seus clientes que eles não têm que lidar com problemas de compra e licenciamento, bem como eventuais mudanças em políticas e termos de serviços que uma solução proprietária pode estar sujeita.

 

Fácil adoção

Não exige longas curvas de aprendizado e permite até aos iniciantes obter resultados rapidamente, bastando algum conhecimento básico de HTML, CSS e JavaScript.

A quantidade de modelos, temas e ferramentas que ajudarão você a começar a criar um site, é grande, bem como no próprio site oficial há uma ótima documentação.

Se não bastasse isso, a comunidade de suporte ao bootstrap é enorme e sempre disposta a ajudar, seja através de profissionais já experientes no assunto, ou com muitos sites orientados ao uso do framework.

 

Personalização

Ele pode ser facilmente personalizado. Se você não tem tempo ou disposição para criar um site a partir do zero, pode usar um template para basear o desenvolvimento, mas se quiser e/ou precisar de layout único, poderá personalizá-lo produzindo seu próprio CSS e integrá-lo ao HTML.

Mais do que isso, você não precisa usar todos os componentes presentes no Bootstrap, usando apenas os essenciais aos resultados que deseja, tornando o código do site menor e seu carregamento mais rápido.

 

Popularidade

O número de sites criados usando-o como base para desenvolvimento, já seria um argumento bastante bom e uma prova das suas virtudes.

Já são mais de 20 milhões de sites no mundo, segundo o site Built With. Mas isso tem outras implicações também, como por exemplo, a disponibilidade e facilidade de se encontrar informações relacionadas a tudo que envolve o uso e a solução de problemas ao se optar por ele.

 

HTML

Os elementos HTML fundamentais foram estilizados e aprimorados com classes extensíveis, facilitando bastante a utilização dos aspectos mais comuns de um site, como os menus e barras de navegação, barras de progresso, tabelas, formulários, botões, ícones, etc.

 

Javascript

Componentes como por exemplo menus drop down, ganham interatividade graças aos inúmeros plugins JavaScript que fazem parte do Bootstrap.


Posts Relacionados

Por que fazer um curso de Marketing Digital?

Por que fazer um curso de Marketing Digital?

Vamos lá,Fazer um curso de Marketing Digital pode ser útil para diversos profiss...

→ Leia mais...
Quais os principais benefícios da mídia digital?

Quais os principais benefícios da mídia digital?

Geralmente, em uma estratégia de marketing, as ações são voltadas para

→ Leia mais...
Quais as melhores práticas para o planejamento de mídia digital?

Quais as melhores práticas para o planejamento de mídia digital?

Hoje em dia é impossível pensar em ações de divulgação e

→ Leia mais...
André Andrade

André Andrade


André Andrade e gerente de produtos desde 2005 e sócio diretor da Estúdio Site Ltda. Formado em Análise de Sistema, atuou no desenvolvimento de mais de 200 projetos, onde trabalhou no levantamento de requisitos, arquitetura da informação, design das telas, desenvolvimento e etc. Hoje possui grandes cases principalmente utilizando o Moodle, CMS Joomla e com o framework Bootstrap Twitter.

→ Veja o Perfil Completo